como reduzir os acidentes de trabalho

Entenda como reduzir os acidentes de trabalho na indústria

A valorização de seus colaboradores é uma entre tantas ações que ajudam a manter a credibilidade de uma empresa. Portanto, é necessário garantir o bem-estar da equipe por meio de medidas de ergonomia e segurança na indústria, além de saber como reduzir os acidentes de trabalho com boas práticas.

Assim como o cuidado em relação às máquinas e aos equipamentos de uso interno, é essencial que a equipe aja de maneira preventiva e identifique riscos antes mesmo deles acontecerem. Afinal, prever cenários nocivos contribui para desenvolver práticas que mantenham a integridade física de todos os membros do seu time.

Com foco nesse objetivo, veremos neste artigo quais medidas de segurança adotar e como evitar consequências irreparáveis.

Importância de se prevenir de acidentes na indústria

Segundo o levantamento do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, o Brasil é o segundo país pertencente ao G20 em taxa de mortalidade por acidentes no trabalho. Contudo, esse índice poderia se reduzir com a adoção de medidas de prevenção, a valorização da higiene ocupacional nas empresas e um controle rígido da produtividade nos ambientes industriais.

Por exemplo, existem muitas práticas que auxiliam as indústrias a trazer melhores condições de trabalho. Entre elas, portanto, podemos citar a implantação da logística 4.0, a ergonomia, o uso de EPIs e a escolha correta de rodízios para preservar a vida útil dos materiais, melhorar a movimentação de cargas e flexibilizar as atividades.

Tudo isso evita lesões por esforço repetitivo e impede que os colaboradores precisem ficar em pé em uma mesma posição por muito tempo, ou necessitem se agachar e levantar várias vezes. Isso porque a otimização de espaços, móveis e equipamentos consideram questões como altura e disposição corretas.

Planejamento de controle de riscos no local de trabalho

Normalmente, as empresas que seguem normas regulamentadoras já conhecem as melhores práticas, o modo correto e padrão de executar determinadas tarefas. Ao implantá-las no seu dia a dia, as equipes responsáveis podem garantir que todos executem os trabalhos com segurança e adequação às leis que zelam pela qualidade de vida.

Diante disso, é muito importante que todas as empresas da indústria contem com um planejamento de controle de riscos no local de trabalho. O documento serve como um guia para reforçar ensinamentos e permite que todos se encaixem em um modelo de execução que não traga prejuízos e foque na higiene ocupacional. 

Caso contrário, a empresa continuará com a alta rotatividade de pessoas. Ou então, expostas a processos trabalhistas e indenizações por conta da ocorrência de um acidente.

Dicas de como reduzir os acidentes de trabalho

Diante dos dados apresentados, cresce a preocupação de como reduzir os acidentes de trabalho nas indústrias. Afinal, é necessário atentar às novas tendências que melhoram o desempenho da equipe e ajudam a manter a eficiência de suas funções, de forma segura. Dito isso, entenda agora como conseguir essa redução.

Diagnóstico de riscos

De antemão, todo gerente de projeto precisa lidar com o gerenciamento de riscos. Assim, é possível identificar certas situações de perigo e trazer um diagnóstico inteligente para promover a segurança e o bem-estar geral. Em relação à ergonomia, os seguintes fatores devem ser analisados:

  • condições do ambiente;
  • organização do trabalho e otimização do espaço;
  • altura e medidas de móveis e condição dos equipamentos de trabalho;
  • levantamento, transporte e descarga individual de materiais.

Uso de EPIs

Assim como em empresas da área de saúde, o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) se faz necessário na indústria, sendo, inclusive, uma recomendação obrigatória pela NR-6. Esses acessórios ajudam a proteger olhos, ouvidos, nariz, entre partes inferiores e superiores, além de serem imprescindíveis a quem fica exposto a determinados produtos químicos.

Educação dos colaboradores

Outra dica de como reduzir os acidentes de trabalho é o investimento na educação dos colaboradores. Esse processo envolve tanto o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) quanto o atendimento às normas regulamentadoras da área industrial e o cumprimento da legislação vigente. Portanto, use propostas de conscientização, como:

  • palestras;
  • cursos;
  • workshops;
  • cartazes ilustrativos;
  • frases educativas;
  • ginástica laboral;
  • placas e sinalização de segurança.

Investimento em tecnologia

É importante que o gerente considere o investimento em processos de automação e tecnologia nas máquinas. Dessa forma, é possível diminuir os trabalhos manuais repetitivos e ter um ambiente mais produtivo com foco em resultados.

Foco na atividade a ser realizada

Lembra que falamos sobre a existência de um planejamento de controle de riscos no local de trabalho? Então, além dele existir, é necessário que todas as pessoas estejam cientes e dominem os ensinamentos que ele traz. Os treinamentos são uma ótima forma de garantir que as equipes pratiquem e se comprometam a seguir o plano.

Também é interessante lembrar que mais vale executar algo concentrado e bem-feito, do que realizar várias tarefas ao mesmo tempo e nenhuma ter excelência na sua finalização. Ao passo a concentração no que se faz permite a presença da qualidade na prestação de serviço.

Sem dúvidas, esse é um ensinamento que todo colaborador deve considerar em meio a tantas distrações que podem deixar o indivíduo sujeito a um acidente de trabalho. Desse modo, reforce esse cuidado de uma maneira que promova o engajamento e impacte de maneira positiva o clima organizacional.

Monitoramento da frequência de acidentes dos trabalhadores

Em síntese, quanto menor for a frequência de acidentes dos trabalhadores, maior será o reconhecimento desse novo modelo de trabalho que promove resultados em relação a como reduzir os acidentes de trabalho. 

Caso conte com um sistema integrado de gestão, é possível ter acesso a esse relatório e acompanhar a frequência de acidentes. Assim, todas as vezes que ocorrer, pode-se estudar o cenário, entender as particularidades e evitar que o problema volte a acontecer. Tudo com foco na inovação, ou seja, enxergar uma nova e inteligente forma de executar aquela tarefa.

Foco na ergonomia

Quando falamos em saúde e segurança do colaborador no ambiente de trabalho, colocamos a ergonomia em evidência. Afinal, esse conjunto de práticas promove uma série de melhorias na indústria e permite a construção e valorização de um ambiente que favoreça o bem-estar.

Atividades rotineiras podem causar grandes transtornos aos profissionais, principalmente quando muitas empresas não conseguem realizar uma transformação digital correta e a equipe encontra dificuldades em estabelecer uma boa interação entre o homem-máquina.

A NR-17 é uma norma regulamentadora que promove a valorização da ergonomia na indústria. Além disso, ela permite a implantação da ISO de qualidade e faz com que todos os processos operacionais sigam conforme a lei. Dessa maneira, é possível evitar casos de afastamento do trabalho e evitar certas exposições a algum risco ergonômico.

Neste conteúdo você aprendeu como reduzir os acidentes de trabalho na indústria. Em suma, são práticas que valorizam boas condições de trabalho na equipe e ajudam a construir uma imagem de confiança e autoridade no mercado.

Se você gostou deste conteúdo, assine a newsletter do blog para continuar acompanhando as novidades!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.