Compras na Indústria 4.0

Compras na Indústria 4.0

A evolução da tecnologia 4.0 tem permitido automações e avanços de produtividade em todos os segmentos, inclusive no setor de compras. Esses avanços sempre ocorrem para promover melhorias dentro das empresas o otimizar processos.

A indústria tem passado por muitas mudanças em meio à transformação digital, com a adoção da cultura data driven, uso de Inteligência Artificial e Big Data. Sendo assim, quem não se insere e dialoga com esse meio, perde diferentes oportunidades de negócios e minimiza as chances de fortalecer seu diferencial.

Diante dessas informações, chegou o momento de atualizar seu conhecimento e ver de que maneira o processo de compras vem sendo influenciado pela Indústria 4.0. Acompanhe!

O conceito de Indústria 4.0

A saber, é muito importante apostar em mudanças para garantir a satisfação do cliente e tornar os processos internos mais ágeis. Neste caso, quando falamos de agilidade, a tecnologia e seus recursos se fazem indispensáveis, pois trazem inovação, eficiência operacional e produtividade nos fluxos de trabalho.

A indústria 4.0 surgiu para acompanhar a tecnologia 4.0, em que podemos notar uma alta integração entre os seres humanos e as máquinas. É possível presenciar esse conceito em galpões logísticos, que contam processos automatizados. No que lhe concerne, a 4ª Revolução Industrial chegou com a intenção de implantar tecnologias avançadas no setor.

Alguns exemplos são:

  • Inteligência Artificial, que pode ser bastante útil em estratégias de comunicação, categorização de produtos no estoque e rastreamento de pedidos;
  • computação em nuvem, em busca de agregar valor a um sistema de gestão de atividades, se integrando com outros setores;
  • robótica, no intuito de reduzir os reforços repetitivos e as possibilidades de erros humanos na movimentação de materiais no galpão logístico.

A relação com o time de compras

O setor de compras na Indústria 4.0 também se beneficia. Afinal, é possível contar com algumas tecnologias como monitoramento de mercadorias, previsão de demanda para reposição de produtos de alta circulação e adequação a um período de compras conforme a matriz de Kraljic, que considera importância de compra e complexidade de mercado.

Normalmente, é possível usar a Inteligência Artificial em busca de identificar riscos, fazer projeções e focar em uma padronização de processos que torne a indústria mais produtiva e inovadora. Além disso, tendências como o Big Data facilitam a gestão de compras por meio de um sistema ERP, com uma tomada de decisões baseada em dados reais.

Os desafios que os profissionais da área podem enfrentar

Inegavelmente, o primeiro desafio é encontrar uma tecnologia que melhor se adapte às suas necessidades. Além disso, para fazer uma boa implantação do processo de compras na Indústria 4.0, é necessário o investimento em treinamentos e a definição de seu cronograma.

Afinal, sem esse planejamento é possível visualizar um cenário em que ocorrem paradas no desenvolvimento da planta, que podem prejudicar seus fluxos e suas entregas. Portanto, trabalhe no momento ideal para que essa mudança ocorra. 

Por fim, lembre-se de acompanhar seus resultados e enxergar melhorias no processo de compras na Indústria 4.0. Assim, sua marca evolui e se beneficia com as vantagens a longo prazo que a tecnologia traz, como precisão, agilidade e automação.

Por falar em agilidade, leia nosso artigo sobre o que é manufatura inteligente e as tecnologias envolvidas nesse processo.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.