otimizar linha de produção

4 passos para otimizar sua linha de produção

Ao otimizar linha de produção, é possível evitar que o fluxo de trabalho seja prejudicado ou apresente falha em equipamentos, gerando atrasos e desperdícios.

As novas tecnologias buscam diminuir a realização de processos manuais e repetitivos. Além disso, muitas ferramentas valorizam a inovação e produtividade na indústria. Uma prova fundamental disso é a armazenagem logística, que hoje conta com automatização e inteligência artificial.

Dito isso, veremos quais processos sua equipe pode otimizar para alcançar bons resultados. Continue conosco e veja o passo a passo.

Quais os tipos de linha de produção?

O mapeamento é uma etapa muito importante na otimização dos seus processos. Afinal, ele ajuda a enxergar determinados erros, gaps e, por meio de uma visão mais estratégica, é possível propor melhorias que colaboram com melhores condições de trabalho aos colaboradores.

Aliado à boa integração homem-máquina, o layout de produção deve se desenhar a partir de conceitos de inovação e produtividade. Entre os principais exemplos existentes, temos os seguintes:

  • linear: ocorre quando o produto fica localizado em uma linha de processos produtivos para se deslocar de forma ágil e eficaz; 
  • funcional: as operações são separadas por áreas de produção, com máquinas e colaboradores específicos para cada função;
  • celular: junção entre o linear e funcional, que promove uma sequência de produção capaz de otimizar a agilidade do sistema;
  • posicional: máquinas e pessoas se movimentam enquanto o item de produção permanece parado.

De maneira geral, a etapa de produção é muito importante para a melhoria dos fluxos de trabalho no chão de fábrica. Aliado a isso, é necessário escolher um dos tipos de linhas de produção que mais se adéque às necessidades da sua empresa.

Fordismo

Criado por Henry Ford, é um tipo de linha de produção com a característica de facilitar a superprodução. Entretanto, ela não obteve sucesso por muito tempo devido à falta de adequação ao trabalho com o mix de produtos, em busca de fazer entregas personalizadas e que se adaptam a necessidades de diferentes públicos.

Toyotismo

Enquanto o fordismo oferecia mão de obra de baixa qualificação, o modelo de linha de produção da Toyota tinha foco em apostar na qualidade e menos na quantidade. Dessa maneira, é possível acompanhar os avanços tecnológicos e fazer adaptações no modelo de gestão visando manter a competitividade.

Volvismo

Neste caso, a Volvo conseguiu construir uma linha de produção que valoriza a saúde mental e física dos seus colaboradores. Acredita-se que o volvismo facilita a autonomia do trabalhador e permite uma qualificação da mão de obra contínua, devido aos constantes treinamentos desses profissionais.

Quais os benefícios de otimizar a linha de produção?

Primeiramente, é necessário lembrar que ao otimizar linha de produção, a empresa tem a oportunidade de diminuir os atrasos das entregas e promover uma melhor gestão de tempo das equipes. Ganha-se mais eficiência operacional e uma boa integração entre homens e maquinários.

Além disso, é possível aumentar a qualidade da prestação de serviço e o desempenho dos colaboradores no horário de expediente. Outra consequência é agir de maneira preventiva. Desse modo, enxerga-se pontos de melhorias e, consequentemente, a quebra de equipamentos ou reposições são mais escassos.

Afinal, a manutenção corretiva gera muitos gastos e paradas no funcionamento das máquinas. Portanto, é importante agir com antecipação e garantir o bom funcionamento do chão de fábrica.

Como otimizar linha de produção?

Apesar de passar pela transformação digital, algumas empresas apresentam dificuldades em otimizar linha de produção. Diante dessas circunstâncias, queremos disponibilizar abaixo algumas dicas que melhoram a implantação dessa estratégia e permitem uma grande mudança organizacional. 

Entretanto, é interessante que a marca estude qual é o melhor momento de realizar tal investimento. Ao analisar qual será o melhor cenário para adotar essa melhoria, siga as seguintes etapas.

1. Mapeie o processo produtivo

O mapeamento de processos é uma forma de identificar erros e gargalos na linha de produção. Consequentemente, é possível rever conceitos, fazer adaptações e optar por estratégias que evitam desperdícios. Essa é a premissa da metodologia lean manufacturing, ou manufatura enxuta.

A empresa ainda precisa focar em ações que valorizam a sustentabilidade. Isso porque certas atividades industriais costumam gerar resíduos, sendo fundamental ter um plano de descarte correto e que não agrida o meio ambiente. 

2. Identifique os pontos de melhoria na linha de produção

De antemão, é necessário implementar a gestão da qualidade na linha de produção. Assim, todos podem valorizar boas práticas e cumprir com as normas regulamentadoras, inclusive na negociação de fornecedores de matéria-prima, otimizando custos e processos.

A NR 11, por exemplo, tem o foco na regulamentação da movimentação de materiais. Já a NR 12 diz respeito à Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos. Outra maneira importante de buscar melhorias é adotar a cultura de feedback: uma ótima forma de fortalecer o relacionamento com os colaboradores.

3. Mantenha todas as informações na mesma página

Como falamos anteriormente, a tecnologia nos proporciona muitas ferramentas para elevar a qualidade do trabalho na linha de produção. Uma maneira de garantir que isso ocorra é com a adoção de um sistema de gestão integrada.

Por meio dele é possível centralizar informações e garantir a segurança dos dados. Alguns desses sistemas são Software as a Service (SaaS), que precisam apenas da conexão com a internet para funcionar. Assim, o gestor pode acompanhar o desempenho das tarefas, enquanto outros membros do time acessam informações de um jeito fácil e prático.

4. Tenha bons fornecedores para melhorar a linha de produção

Outro fator muito importante que define o sucesso na linha de produção é a escolha de bons fornecedores, que entreguem qualidade, comprometimento e agilidade. Inegavelmente, a comunicação interna nos permite fortalecer o comprometimento de todos em relação às metas que desejam ser alcançadas. 

Esse vínculo também deve se estender a cada fornecedor. Por isso, busque referências, avalie a reputação online e sempre faça parceria com aqueles que se alinham com suas expectativas e entendem as particularidades do seu negócio.

Por fim, foi possível perceber que esses cuidados para otimizar linha de produção permitem que a equipe foque em eliminar retrabalhos e desperdícios. Também trazem mais produtividade e padrão de qualidade. Portanto, considere a adoção de metodologias ágeis e busque sempre melhorar a gestão estratégica na indústria.

Continue conosco e entenda o que é automação industrial e o que ela pode fazer pelo seu negócio.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.