paletização de cargas

Veja como usar a paletização de cargas no galpão logístico

A correta utilização dos rodízios industriais é uma das preocupações constantes que envolvem a movimentação de carga. Dito isso, é interessante fazer escolhas assertivas conforme cada necessidade da empresa. E para ajudar no armazenamento dos galpões logísticos, os carrinhos, pallets e maquinários de transporte são essenciais. Mas você sabe qual é a vantagem da paletização de cargas?

De modo geral, a organização do estoque impacta de maneira positiva o dia a dia dos operários e, assim, permite que todos possam realizar boas entregas ao público final. Atualmente, existem diferentes técnicas para armazenamento e transporte de cargas. Logo, cabe à própria empresa conhecê-las e optar pela que melhor colabora para o seu rendimento.

Pensando em ajudar você nessa decisão, hoje falamos um pouco mais sobre uma dessas alternativas que auxiliam na construção de um local com foco na praticidade e produtividade: a paletização de cargas. Confira!

O que é a paletização de cargas?

A paletização de cargas é uma técnica que consiste em criar estruturas padronizadas por meio de pallets. Geralmente, é uma alternativa bastante presente no setor industrial que facilita o processo de transporte e movimentação de cargas.

O material mais presente nesses locais é o pallet de madeira, mas também existem os de plástico e os de aço. Cada qual atende a determinadas demandas das respectivas empresas. Por exemplo, em frigoríficos a escolha ideal seria os pallets de aço, pois eles se adéquam às baixas temperaturas do ambiente.

Tipos de pallets

A adequação dos espaços de armazenagem depende muito da escolha correta de pallets, visando melhorar a produtividade e otimizar o controle logístico. A empresa pode optar pelos seguintes tipos de pallets:

  • Papelão: indicado para o transporte de materiais leves e em pouco volume, não apresenta resistência à umidade;
  • Madeira: uma das opções com maior durabilidade em comparação às outras, devido ao material e custo-benefício que ele apresenta;
  • Metal: ideal para o transporte de cargas pesadas, apresenta uma menor facilidade em se desintegrar; 
  • Plástico: assim como o de madeira, ele passa pelo processo de fumigação, apesar de apresentar mais praticidade na limpeza. Pode ser usado em ambientes úmidos ou que têm contato com produtos químicos.

Em suma, cada tipo de pallet tem suas características e é necessário considerar não apenas o peso das cargas, mas também os locais em que elas serão armazenadas. Assim, é possível identificar cenários nocivos e propor melhorias para que não aconteça deterioração ou perda da mercadoria.

Quais as principais vantagens da paletização de cargas?

De antemão, é possível confirmar que a paletização de cargas contribui muito para a implantação da logistica 4.0 na sua empresa. Isso porque ajuda a otimizar os espaços dos galpões e melhorar o transporte de diversos tipos de mercadorias, além de outras vantagens que você pode conferir adiante.

Mais agilidade na movimentação de carga

Por meio da paletização de carga, o ambiente fica mais organizado e o tempo de movimentação da carga se reduz, tanto na descarga quanto na carga de mercadorias, pois é possível alocar mais itens em um único pallet.

Mais segurança

A padronização desse processo permite também a diminuição de acidentes de trabalho e a busca pela melhoria contínua no local de trabalho. Assim, os profissionais podem se sentir mais seguros ao conduzir as mercadorias.

Controle de estoque simplificado

Sem dúvidas, muitas pessoas pensam que a inovação é um aspecto que depende muito de recursos tecnológicos. Entretanto, o ato de inovar é justamente propor um novo modelo de executar uma atividade de um jeito mais inteligente que o processo anterior. Logo, podemos dizer que a paletização de cargas agrega muito valor a essa proposta.

Por meio de um controle de estoque mais simplificado, é possível conduzir atividades de um modo descomplicado, sem esforços e com o apoio da tecnologia. Desde o processo de inventários, organização dos produtos e o planejamento de compras, é possível controlar com total sabedoria todas as entradas e saídas de itens.

Otimização do espaço de armazenamento

Neste caso, essa é uma das formas de evitar acidentes na hora da movimentação de cargas. Ao otimizar o espaço, a empresa passa a usar o local de maneira estratégica, considerando o bem-estar dos colaboradores e a integridade das cargas. Além disso, o ambiente interno do galpão logístico é melhor aproveitado, com empilhamento vertical, abrindo espaço para melhor circulação de pessoas e máquinas.

Quais as principais técnicas para trabalhar com pallets?

Para que aconteça a otimização do espaço de armazenamento e o controle de estoque mais simplificado, é interessante focar em alguns das principais técnicas para trabalhar com pallets. Cada uma delas pode contemplar um determinado objetivo, por isso é importante conhecer suas características, em busca de um ambiente com mais organização e produtividade. Conheça mais!

Drive-in

Primeiramente, existe o drive-in, processo que organiza cada entrada para apenas uma carga. Nesse caso, não é necessária a presença de corredores entre uma prateleira e outra, portanto, é a opção que melhor promove a otimização do espaço.

Drive-thru

Em seguida, podemos citar a paletização em drive-thru, que muito se assemelha ao modelo anterior, mas contém duas entradas. Por isso, é um método que facilita a rotina do trabalhador que precisa retirar uma mercadoria no estoque com mais agilidade.

Push-back

A técnica de push-back dispõe de esteiras separadas em quatro níveis e a presença de travas sensíveis ao peso. Entre todas as citadas, essa é a que promove um maior nível de organização no local e torna mais prático o trabalho de armazenamento.

Paletização funcional

Essa técnica organiza todas as cargas com a mesma função em um único local. Já em outro se coloca os recursos. Acredita-se que essa escolha facilita a organização e traz maior produtividade aos responsáveis que conduzirão as respectivas mercadorias.

Paletização em células

Esse método organiza as cargas conforme os grupos distribuídos na cadeia de suprimentos. É uma opção muito corriqueira na indústria por ser um upgrade da paletização funcional.

Neste artigo você aprendeu o que é a paletização de cargas e como potencializar esse processo que deixa o ambiente bem mais seguro e estratégico. Por isso, invista nessa opção para oferecer melhores condições de trabalho na indústria e promover a otimização de espaços.

Continue conosco e veja nosso artigo sobre movimentação de carga e como fazer do jeito certo.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.